Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 


Ano 3 - Número 22 - Junho e Julho/2008


AGORA COM 16 PÁGINAS



Ao som do belíssimo poema de Paulo Henriques Britto (um toque aos novos poetas), Heinz Langer se levanta para dançar. Também a ocasião não é para menos: o jornal plástico bolha cresceu e agora vem com inacreditáveis 16 páginas e nova diagramação.

Para comemorar, criamos um novo suplemento musical, onde Santuza Cambraia Naves continua Por dentro do tom. Juntam-se a ela Mauro Rebello, que, na coluna Estouros Futuros, revela quem serão os bolhas de amanhã, e Mauro Ferreira, com suas Notas no Plástico, resenhas fresquinhas sobre o mercado fonográfico.

Em meio aos sons de tanta festa, as Mulheres-damas bordam suas tramas e corações sem ar sobrevivem como podem. De repente, Carolina de Jesus constata: é junho, é o ano que desliza! Que o diga Miriam Sutter, que analisa o mês sexto na coluna Oráculo. E, se é tempo de juventude, as crianças também estão convidadas para a comemoração, na coluna mineira das Bolhas Geraes.

Até mesmo o escritor e diplomata Edgard Telles Ribeiro, que passou pela PUC-Rio no mês passado, foi tragado para a festa da Bolha em uma entrevista exclusiva. O clima vai ficando quente, e a professora da UERJ e bandeirante das bolhas, Ana Chiara, puxa a poeta portuguesa Luiza Neto Jorge, que passava pelo local, para deitar-se com ela no aconchego da página 14.

Se você acha que as coisas estão ficando esquisitas, vá até a nova seção dos Contos Insólitos, onde Greco Blue mostra a que ponto as coisas podem chegar. A loucura é tanta que até Antonin Artaud veio marcar presença em mais um Puzzles de Anna Lee. Desafio poético, novo Clique Aqui, o melhor da poesia e da prosa, está tudo aqui no plástico bolha!

Agora, para a festa ficar completa mesmo, só falta você. Adiante! Boa leitura!

 

 

 

 

Esse texto foi publicado no plástico bolha nº22: download PDF

 

 

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br